Títulos absurdos de filmes

Se existe uma coisa que tem o poder de atrair ou afastar alguém instantaneamente de um filme é um pôster, ou um título. Neste texto vamos dar uma pincelada em alguns títulos nacionais de filmes que em hipótese alguma deveriam ser aprovados. De quem é a culpa? Certamente é da distribuidora, que é capaz de pagar alguém para lhe pregar uma peça.

Por que é mesmo que as distribuidoras, muitas vezes, aniquilam um título original?

“No Brasil, os filmes chegam pelas mãos de empresas chamadas distribuidoras – como Warner Bros, Columbia Pictures, UIP e outras -, que batizam os longas para o mercado nacional e, às vezes, deixam o público sem entender quase nada! O principal motivo da escolha do nome é comercial, fazendo os profissionais de marketing quebrar a cabeça até chegar a uma decisão.”

Como vimos a pouco, a desculpa para a mudança do nome pode ser comercial, mas também um problema de fonética ou de não entendimento após a tradução… Ok Ok, mas o que justifica traduzir Unbreakable (M. Night Shyamalan) para Corpo Fechado? Primeiramente, o filme começa a ser vendido errado, pois o tal corpo fechado quer dizer que na pessoa não entra nenhum mal – entenda mal como: feitiço, encosto, mal-olhado. M. Night também não está totalmente certo, pois no nome de seu filme ele dá um puta Spoiler. Pô seu “Noite”, os seus filmes funcionam com reviravoltas, não pode entregar o filme de cara!

Clássicos da sessão da tarde foram “violentamente agredidos” com a adaptação dos seus títulos como: Police Academy se tornou Loucademia de polícia; Spaceballs, sátira de Star Wars, ficou S.O.S Tem um Louco Solto no Espaço; Beverly Hills Cop – clássico de Eddie Murphy, na época em que ele fazia papel dele mesmo – se transformou em Um Tira da Pesada; Cool Runnings, filmão esportivo de superação, se tornou Jamaica Abaixo de Zero; Airplane se transformou na pérola Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu; Por último, mas não menos importante, dos arquivos do esquadrão de polícia, From the Files of Police Squad, quando chega por aqui fica Corra Que a Polícia Vem Ai!

Há males que vêm para o bem, é o caso da obra de Woody Allen que jamais seria compreendida se traduzida ao pé da letra, dessa forma Annie Hall se torna Noivo Neurótico, Noiva Nervosa. Um dos mais recentes filmes de Liam Neeson de maneira nenhuma poderia ser literalmente traduzido, pois ele se tornaria Tomada… WTF!? Obviamente vem do verbo tomar! Ah, nunca se sabe, poderia ser um filme B, né!? Tomada (Taken, no original) foi adaptado para Busca Implacável.

Esses causam vergonha alheia. Quem em sã conciência assistiria um filme, sem indicação de ninguém, chamado:
Mamãe Quer Que Eu Case;

Medo.com.br, Menina má.com;

Ardida Como Pimenta (é pornochanchada?);

A Lista – Você Está Livre Hoje?;

Ela Dança Com Meu Ganso.

E quando “dá a louca” em todo mundo, preciosidades são criadas, pura criatividade:
Deu a Louca Na Chapeuzinho, Deu a Louca na Cinderela, Deu a Louca nos Astros, Deu a Louca em Hollywood.

 Comentem, concordem, discordem e dêem opiniões.

 

12 Responses to Títulos absurdos de filmes

  1. Krash disse:

    Cara, a pior expressão de todas é essa “dar a louca”! Que p*rra é essa?

  2. Marcelo disse:

    É incrível os nomes colocados nos filmes, mas pior seria em Portugal. Ficaremos no Brasil.
    Ferris Bueller’s Day Off é o famoso Curtindo A Vida Adoidado. Que poderia ser O Rei dos Gazeadores, é brincadeira!
    Esse filme me marcou pelo título: The Graduate tradução ao pé da letra: Graduado, formado em alguma coisa; a pessaos iria pensar num filme de Universidade, aí veio a tradução: A Primeira Noite de Um Homem; olha que título com um contexto mal compreendido, quando fui assistir, eu tinha uns 13 anos, Sessão de Gala, de mandrugada, pensei logo que iria ver muito sexo e nudez; com esse título qualquer garoto desse idade só poderia pensar em putaria, essa é a outra maneira de contar a história do filme só no título. Exemplo doido Deep Throat, o polêmico Garganta Profunda, com esse eu pensava num filme de terror, numa aberração, tinha medo de assistir, pensava se a mulher tem uma puta de um garganta, imagina os paus dos caras que contracena com ela, tô fora.
    Os títulos com adições, como Up – Altas Aventuras, batizei esses subtítulos de “Composição isolante retardante de estraga prazeres da porra”, olha o filme Christine – O Carro Assassino. Christine é o nome de um carro, mas ninguém precisava saber antes de ver o filme que é um carro assassino. Imagine um carro assassino que se desamassa sozinho, o efeito especial com a mais eficiente cena rodada de trás para frente que tem no cinema; se niguém soubesse que era o carro, todo mundo ficaria esperando ver a tal Christine.
    O mais impressionante subtítulo com certeza é Taxi Drive, no cartaz tem Taxi-Drive – Motorista de Táxi. Ficou bem explicado pra você, é motorista de táxi, não de ônibus, porque se fosse, seria Bus-Drive.
    Vejamos as continuações se dão certo ou errado. Título Original: Smokey & The Bandit (primeiro filme da série sobre a rivalidade entre o Xerife Smokey e o irresponsável motorista Bandit)
    Tradução: Agarra-me Se Puderes
    As Continuações Smokey & The Bandit 2
    Tradução: Desta Vez Te Agarro, Smokey & The Bandit 3 Tradução: Agora Você Não Escapa. O mais doido disso é que seria muito engraçado as novas continuações,
    o quarto filme ficaria “Escapou Fedendo Hoje”; o quinto, “Amanhã Eu Te Pego” … e o último: ” Te Peguei Baitola”.
    Pois é, tem gente que realmente não se satisfaz em simplesmente traduzir literalmente o título de um filme. Devo admitir que me surpreende o fato de que Avatar não foi colocado de “A Encarnação é Azul” ou Pocahontas 2154 d.C., porque existe um filme baseado no desenho animado Avatar que vai passar este ano, O Último Dobrador de Vento,os diretores devem ter apostado o nome para ver quem ficava com ele.
    EUA 0 X 1 Brasil nos títulos. Exemplo disso é Home Alone (br: Esqueceram de Mim – pt: Sozinho em casa. Só que no Home Alone 2, eles erraram, o filme se passa num hotel em NY, e não em casa sozinho; o “esqueceram de mim” da tradução brasileira acertou, poderia o menino Macaulay Culkin estar até esquecido lá na casa do Michael Jackson. ( Home Alone in Neverland ) traduzindo, “Me Fudi na Terra do Nunca 7 “.
    Brasil 0 X 1 EUA. Outro sem-noção é My Girl – Meu Primeiro Amor. Vou explicar: My Girl, é aquela menininha doidinha para namorar, aí o pai diz: – é a minha garota (My Girl), só que o nome bem colocado é Meu Primeiro Amor, até aí tudo bem, mas o problema é que o filme fez tanto sucesso que teve uma continuação. E como ficou? Meu Primeiro Amor 2; tudo bem no EUA – a menina arruma outro namorado, aí o pai, todo feliz diz: – essa é a minha garota ( My Girl 2); acho que aqui deveriam ter traduzido o título para Meu Segundo Amor, a menina já tinha amado no primeiro.
    Agora o novo filme do ano mais esperado: Kick-Ass, quero ver quem vai traduzir, dica “Picudo-No-Cu”. Esse então deve deixar o título sem explicação com certeza.
    Valeu, um abraço, depois eu volto.

  3. Marcelo disse:

    Onde se ler Picudo-no-cu, o certo é Bicudo do verbo chutar. hahahahaahaha.

  4. Stone age disse:

    O Kick-Ass é o velho “chutando bundas”. Aqui chegou, Kick-Ass – Quebrando tudo!

    Vai ter um outro post só com títulos originais complementados com subtítulos, aguardem.

  5. Cleber disse:

    Embora exista diversos títulos absurdos, acho que alguns(até pela época do seu lançamento) sejam apropriados. É o caso de Apertem os cintos… O piloto sumiu!, porque, falando sério! você iria para o cinema assisti “Avião”, puro e simples, sem esse aviso do título em português? Sem contar que é uma tremenda sátira aos filmes catástrofes dos anos 70. Já O Galinho Chicken Little parece ter sido batisado pelos teletubbies(Pô! O Galinho Galinho?)E, também, O Pequeno Stuard Little(Pequeno?, de novo?). Outros, mais recentes, acho que foram só de sacanagem mesmo: The Hangover (algo como A Ressaca, resto, sobra, etc… segundo o tradutor do Google) virou: Se Beber Não Case. É implicância minha ou parece que o tradutor quis zombarou se aproveitar da lei de trânsito, se não a mais polêmica, a mais rígida do Brasil dos últimos anos? Se beber não case? E dirigir pode, É? Mas não é só nos filmes que aparecem esses títulos, não! exemplo disso é o slogam de uma empresa, aqui de Fortaleza, que diz: Onde um pneu é um pneu! Vixe!!!!!

  6. Cleber disse:

    Bati(Z)ado e não batisado. Zombar ou …Valeu!

  7. Cintia disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Essa aí do “Ela dança do meu ganso” parece coisa de filme pornô. Essa é a pior certeeeeeeeeeeza

  8. Marcelo disse:

    Pior seria em Portugal; só por curiosidade o filme
    Arquivo X, O Filme. Em Portugal ficou Ficheiros Secretos: O Filme; muito bom isso.

  9. Pyro disse:

    fiquei foi com preguisa de ler esse texto do marcelo…
    como as dublagens, os titulos quando são traduzidos também são muito toscos!

    • Marcelo disse:

      Mas o texto tá legal, você deveria aproveitar e ler, porque é a última coisa grande que vou postar, porque o Paulo me passou a dica de que as idéias ( comentários ) na internet tem que ser pequenas*.

      * Tu acha que eu vou na onda dele. Nem morto.

  10. Stone age disse:

    Cléber, no contexto de hoje eles poderiam facilmente mudar o slogan que seria melhor compreendido, ficando assim: onde um pneu é O pneu!

  11. Marcelo disse:

    Hoje lembrei de um título, que eu acho o mais doido de todos, até mesmo subliminar para quem não sabem de que se trata o filme, olha só o título original: White Men Can’t Jump, que no Brasil ficou: Homens Brancos não Sabem Enterrar, pior e mais em Potugal que saiu esse filme pornô: Brancos não sabem meter.
    A comédia mostra a rivalidade entre brancos e negros nas quadras de basquete de Los Angeles. Até que uma dupla de jogadores (Woody Harrelson, Wesley Snipes) começa a aplicar vários truques durante as partidas.
    Ufa! ainda bem que é sobre isso, imagina o Woody Harrelson tentando meter no Wesley Snipes sem saber.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: