Crítica: Alice no País das Maravilhas

Demorou mas saiu! Tivemos alguns atrasos por conta da preguiça correria, mas finalmente aqui estamos com a crítica!

Alice in Wonderland, EUA , 2010 – 109 min. Aventura/Fantasia. 10 anos

Direção: Tim Burton

Com: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Michael Sheen, Anne Hathaway, Helena Bonham Carter, Matt Lucas, Alan Rickman, Christopher Lee, Crispin Glover, Stephen Fry

Tim Burton fez de novo. Cores berrantes, personagens lunáticos, passagens sombrias, um universo absurdo que beira o pesadelo. O detalhe é que tudo isso já estava pronto na obra de Lewis Carroll. O diretor americano compartilha, e muito, da visão peculiar do escritor inglês, e sua obra literária mais famosa parecia casar perfeitamente com a adaptação cinematográfica.

Desde que foi anunciado, a expectativa para o longa permanceu num crescente até o fim. O que o diretor, que sempre adotou uma estética meio gótica, meio psicótica e um tanto caótica, vai nos mostrar dessa vez? Leia mais deste post

Anúncios

Lewis Carroll – Parte 2

Sobre a época em que Carroll terminou o primeiro manuscrito da história, alguns aspectos históricos não são bastante claros… Biógrafos afirmam que quando a pequena Alice foi presenteada com o livro, o escritor já andava um pouco afastado dela e de sua família, por conta de uma suposta proposta de casamento à garota. Leia mais deste post

Lewis Carroll – Parte 1

Alice estava muito entendiada, sentada no jardim, ouvindo a leitura de sua irmã. Então ela vê um coelho branco correndo, bastante apressado, dizendo pra si mesmo “Oh puxa! Oh puxa! Eu devo estar muito atrasado!”

A situação atiça sua curiosidade. Ela o segue, cai em sua toca e vai parar em um lugar completamente fora da realidade – ao menos a realidade da Inglaterra na segunda metade do século 19. Alice descobre Wonderland, ou o País das Maravilhas. Um lugar onde não há lógica, e as regras são tão distorcidas que é mais fácil não segui-las. Mas qual a explicação pra existência desse lugar? Por que se parece tanto com pesadelos e alucinações?

A origem do País das Maravilhas não poderia ser explicada pelo Gato de Chesire, pelo Chapeleiro, pela Rainha de Copas ou por nenhum outro estranho habitante desse mundo fantástico.

Ele surgiu da cabeça do matemático, fotógrafo e escritor Charles Lutwidge Dodgson, ou Lewis Carroll, caso você prefira. Sim, ele era estranho. E sim, ele tinha um gosto peculiar por crianças… Garotinhas, pra ser um pouco mais exato. Leia mais deste post

Crítica: Alice no País das Maravilhas – 1951

Iniciando o aquecimento para Alice de Tim Burton, faremos com que você relembre  a aventura da garotinha em seu fantástico –  e alucinógeno – país das maravilhas, na adaptação da obra de Lewis Carroll para a deslumbrante animação da Disney de 1951.  Leia mais deste post